Volte ao SPIN

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Como eu gostaria de ser velado

Ah, não sei como passou batido aqui no blog essas belas imagens do velório de Virgínia Lane, me deu até uma vontade de ser velado assim também, não que eu seja vedete[trabalho é na Justiça ou curadoria] depois do velório é só tocar fogo, cremar se houver grana para pagar o crematório como a dizer que na vida é tudo tão efêmero, de forma que, o que importa mesmo, é a felicidade agora e, pq não, um gestual no último instante da despedida



iG São Paulo Ex-vedete morreu na segunda-feira, aos 93 anos A ex-vedete Virgínia Lane está sendo
iG São Paulo
Ex-vedete morreu na segunda-feira, aos 93 anos
A ex-vedete Virgínia Lane está sendo velada nesta quarta-feira (12) no teatro João Caetano, no Rio de Janeiro.
Velório da ex-vedete Virgínia Lane
Velório da ex-vedete Virgínia Lane
Foto: Futura Press
Velório da ex-vedete Virgínia Lane
Velório da ex-vedete Virgínia Lane
Foto: Futura Press
Virgínia Lane em 2008, durante comemoração do aniversário do Rio de Janeiro
Virgínia Lane em 2008, durante comemoração do aniversário do Rio de Janeiro
Foto: Carlos Rosa/Agência O Dia
A ex-vedete Virgínia Lane
A ex-vedete Virgínia Lane
Foto: Divulgação
Virgínia Lane morreu na segunda-feira, aos 93 anos, de falência de órgãos múltiplos. Ela estava internada desde o início do mês no hospital São Camilo.
Nascida em fevereiro de 1920, Lane foi uma das vedetes mais famosas do Brasil. Na década de 1950, fez parte de diversos espetáculos musicais do Teatro de Revista.
Lançou pelo menos 24 discos com várias marchinhas que ficaram conhecidas, como "Sassaricando".
Foi, ainda, amante de Getúlio Vargas. "Tive um caso durante 15 anos com o presidente Getúlio Vargas. De 1930 a 1945", disse ela.
P.S. - Se não for assim que seja com o rosto e o sexo ocultos por uma máscara de gesso como que a simbolizar a História de Idéia Sem Vida: Mortífero

Isso é real ou: Pode ou: Grato Deus Ex Machina, a captcha confirmou como se pode ver abaixo a maquina confirmou através de seu sicronismo além do tempo espaço


Nenhum comentário: